FeaturedImageBlogPosts30
É meu, mas não é não.

Olá belezuras! Como vão vocês?

Infelizmente não pude estar no Riah Comic Fest esse ano, mas irei em um evento do Circuito Fest em breve ~ uhul

Agora, cês acreditam que eu fiquei sem postar todo esse tempo por vergonha de não saber como continuar a série de “Como desenvolver um estilo próprio”? Depois eu percebi que poderia ter postado 4492313 de outros assuntos bacanas mesmo sem continuar a série ehuehuehue

Bora lá, vai!

Seleção Consciente

Combinando estilos do influence map
Combinando estilos do influence map e falhando miseravelmente

Aprendi num culto de jovens que somos como esponjas, nós absorvemos tudo quanto é informação do mundo, sejam boas ou ruins. Se eu quero ter comunhão com Deus, preciso filtrar o que absorvo na minha vida e abandonar o que me afasta da presença dEle. Trazendo essa verdade para a arte, seria como filtrar tooodo o meu influence map, até chegar no estilo que quero, absorver só o essencial e descartar o resto que polui o meu estilo. A grosso modo, a seleção consciente é:

escolher a dedo o que quero ou não incluir no meu traço

Eu encontrei três maneiras básicas de fazer essa seleção usando o map:

1- Combinar os estilos entre si.

Na imagem ao lado, eu peguei o nariz de um artista, o cabelo do outro, o olho do outro montei um rosto, fiz o mesmo e montei o segundo e morri no terceiro…

Não foi muito eficiente para mim como vocês podem ver kkkk

Exige muita paciência, indico quando você está muito insatisfeito com seu traço e quer um caminho para criar algo totalmente novo.

2 – Reprodução de estilos

Uma coisa é você gostar de algo no desenho alheio, outra coisa é você reproduzir aquilo.

Faça o teste, tente reproduzir o traço dos seus artistas preferidos.

Teste de Definição de traço 2015
Esboços utilizando as referências de 2015 (antes de conhecer o próprio influence map)

Fazer isso, no ano passado, me ajudou a melhorar os formatos de rosto, nariz, orelhas e dar leveza aos cabelos. Meu traço ficou mais soltinho e mais humanizado.

3 – Observação e criação

Depois de fazer a reprodução dos estilos, observo o que fiz em cada um e tento criar mais um rosto, mesclando tudo o que mais gostei de fazer neles. Por exemplo: gosto do cabelo do Danzzila e do Kyo Kyujyo, mesclo os dois, dou uns toques pessoais, até que saia um cabelo que me satisfaça. Super demorado, mas no fim, eu já tenho um traço meu. Acabo usando de referência pra desenhos no futuro.

Criação + influence map
Criação + influence map

Testando

Gosto de aplicar o estilo à fan arts para ver se ele é maleável, harmônico, fácil de reproduzir, se é bonito mesmo ou se dei sorte na hora de criar.

Akihito Kanbara (Kyoukai no Kanata)
Akihito Kanbara (Kyoukai no Kanata)

Os desenhos precisam ser da mesma “família”, ou seja, essas fan arts ou qualquer outro desenho que eu faça, precisam ter características desse traço que eu defini como meu, é isso que trás consistência e identidade para minha arte. Veja na figura abaixo para entender melhor.

Definição de traço
O que está em rosa significa que são elementos comuns nas imagens.

O conceito família na arte vai além de uns risquinhos repetidos nos desenhos. Preste atenção nos volumes, na intensidade do traçado, na distância dos olhos, do nariz, a distância da boca para o queixo… Toda composição da sua arte que se repete em todos os seus desenhos, pode ser definida como seu estilo, a personalidade do seu traço. Consequentemente se você estudar anatomia, isso vai influenciar no seu modo de desenhar que vai refletir no seu traço também, naturalmente.

Ter um traço pessoal e lindo, é um processo contínuo e não uma fórmula. É suor, bom gosto, desapego, treino e observação. Não necessariamente nessa ordem. Leva tempo.

É assim que faço no momento e assim que consegui deixar meu traço melhor e mais consistente nos últimos 2 anos. Ainda quero melhorar muito e mudar algumas coisas, mas tudo no seu tempo.

Mês que vem, para ter um controle maior do que estou fazendo com meu estilo, decidi usar um personagem fixo, um mascote, mas isso vou contar em outro post.

Espero que tenham gostado e que seja útil.

Comente aí, como você faz para definir seu traço (Se não faz, comenta também).

Beijocas e até breve!

Como desenvolver um estilo próprio {2}