Feliz ano novooooo!! ~Essa frase vale até que dia? D:

Nos bastidores da minha vida

fig1-doodle_cortinaOlá amorecos, como vão?

Fim de 2015 ao fim de 2016, foi um período muito marcante, onde busquei e encontrei a minha identidade. Foi um processo de desconstrução muito grande que está longe de acabar, mas estável, e percebi o quanto isso foi importante para definir meu estilo artístico. Então, senta que lá vem história.

[DRAMA DETECTED]

Tava eu numa bad desgraçada com a pós-graduação, um desânimo terrível por trabalhar num lugar deprimente, frustrada por ter todos os meus sonhos engavetados além dos problemas emocionais que descobri que tinha.

Então, o ICONIC e a série Sem Filtro aconteceram!

Luz angelical e coral de anjos: Óóóóóóóóóh

Minha visão sobre tudo começou a mudar drasticamente.

Ouvi outras mensagens na igreja; comecei a rever os horizontes de objetivos, visão e valores do GTD; e estava estudando sobre logos para criar uma identidade visual para minhas redes. Juntando isso à oração e muitos conselhos amigos, eu pensei muito (esfumacei) e idealizei um estilo de vida.

Quando eu peguei férias do serviço, em Agosto de 2016, fiz um test drive meia boca desse estilo e BUM!! Foi o momento mais criativo que eu tive em toda minha vida! Voltei de férias, pedi a conta do emprego, em plena crise econômica, porque não queria que acabasse. Não foi inteligente, mas foi libertador.

Perguntas de Mi para Mi

Fui questionada com perguntas antigas, chatas de responder, mas que pela primeira vez dei-lhes respostas sinceras

  • quem eu sou e quem eu quero ser?
  • o que eu faço e o que eu posso fazer com o que eu sei fazer?
  • qual é o meu chamado, meu propósito no mundo?
  • qual a minha missão para que meu chamado se concretize?
  • quem eu preciso ser para cumprir minha missão?
  • onde estou e aonde quero chegar?
  • quando eu quero chegar?
  • em quem me espelharei?
  • a quem eu vou servir?
  • o que mais me incomoda no mundo?
  • o que mais eu admiro no mundo?

As respostas foram tão importantes pra mim, que decidi criar mais do que algo visual para as redes, eu criei um memorial. E vou contar um pouco dele agora.

Minha imagem para o mundo

 

icone_facebook

O nome

Giant Lady (dama gigante): nome randômico tirado de um gerador de nomes, que hoje representa a mulher que pode e tem força para destruir, só que ela usa essa força para construir. Eu não sou essa mulher, mas eu quero ser.

As formas

Descobri que adoro nuvens e o céu, principalmente de tempestade, e acho as emoções parecidas com eles. Vão do colorido feliz ao triste cinza em um instante, da dor pesada à leve calmaria após uma forte chuva de lágrimas. Por isso, quero trazer mais sentimento e cor para minhas ilustrações.

Os 3 corações formam o cabelo afro, lembrando-me do amor próprio, ao próximo e a Deus.

As pernocas da giganta são canetas, porque descobri que adoro escrever, que há uma poetisa em mim gente, até compus umas músicas!! Além de que também sou uma bullet journalist!

O sol é uma simbologia para Deus: luz, um, único, quente, poderoso e vital. Quero me espelhar Nele e servi-lo.

Por fim, a mão em forma de pincel para representar a arte :3

As cores

fig3-paleta_logo2017jan

Quase fiz um arco-íris. Acho que levei umas 4 horas pra decidir. Peguei uma tabelona de psicologia das cores no Pinterest e fui marcando as que tinham a ver com as minhas respostas. Eis o motivo de cada cor:

Violeta (espiritual, busca de sentido, intuitivo, misterioso)

Púrpura (intenso, dramático, criativo, expressivo)

Chartreuse (artístico, criativo, surpreendente, brega, pegajoso, grudento, audacioso)

Água (que limpa, purificante, jovem, sonhador, leve, frio)

Turquesa (infinito, compassivo, fiel, água, céu, oceano)

Azul Petróleo (sereno, seguro, refinado, sofisticado)

Azul Escuro (confiável, autoritário, conservador, tradicional, serviços, profissional)

Então o que esperar de Giant Lady em 2017?

fig-4-doodle_2017stuff

  • Um e-book que já está em desenvolvimento
  • Um curso que fui convidada a ministrar (yohohohohoho)
  • Um Jogo
  • Muitos exercícios de ilustração digital e tradicional porque eu não tenho aptidão nenhuma pra desenhar o que escrevi
  • Desenhos aleatórios ($$)
  • Artes de céus, pranchas de personagens, exercícios de fundamentos de desenho usando meu mascote
  • Contos e poesias

Você não precisa criar um memorial/logo como eu, mas você precisa, com certeza, encontrar um caminho para seguir, pois você pode ter a melhor biblioteca mental e as melhores influências, mas se você não sabe quem é o eu que assina os seus trabalhos, você ficará desmotivado, travado e perdido. (Bom, foi assim que eu fiquei né? … )

Então, qual é a sua identidade? Responda para você mesmo ;)

Beijocas e um feliz 20<Brasil><Alemanha>
#TÔDEVOLTA!

 

Veja os outros posts da série:

Como desenvolver um estilo próprio {1}

Como desenvolver um estilo próprio {2}

Como desenvolver um estilo próprio {3}